Advogado de Eike Batista acusa juiz de ficar com carro apreendido

25/02/2015 08:37
Advogado de Eike Batista acusa juiz de ficar com carro apreendido
Foto: Sérgio Bermudes
 
O Porsche Cayenne, do empresário Eike Batista, que foi apreendido durante uma operação realizada pela Polícia Federal, pode estar em uso pelo juiz Flávio Roberto de Souza, titular da 3ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro. A acusação partiu do advogado do empresário, Sérgio Bermudes. O carro não integra o lote de cinco veículos do ex-bilionário que vão a leilão nesta quinta-feira (26). Ao jornal O Globo, o advogado disse que o fato é da “maior gravidade”. “Um bem apreendido precisa estar em poder da Justiça Federal, não na casa do juiz responsável pela decisão”. Bermudes ingressou com um pedido de suspensão do leilão no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) e devolução dos bens apreendidos. O advogado também aguarda um posicionamento do tribunal sobre a permanência do juiz no caso do empresário. O requerimento foi apresentado em dezembro, sob o argumento de que o juiz tem conduzido o processo com parcialidade. Eike Batista é acusado de crimes de manipulação de mercado e uso de informação privilegiada. O juiz afirma que tem sofrido constantes intimidações no meio jurídico, e que vem sendo seguido de perto em seus deslocamentos pela cidade.
 
www.chorrochoonline.com
Informação entretenimento cultura e política
fonte: Bahia Notícias

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!