ASSSSINO DE 30 CRIANÇAS SÓ NO MARANHÃO É CONDENADO A MAIS 108 ANOS DE PRISÃO

27/03/2014 10:23

Francisco das Chagas, acusado de matar 42 crianças (Foto: Reproduçao/TV Mirante)

Chagas foi retirado do tribunal após agressões (Foto: Reproduçao/TV Mirante)

Julgado pela 11ª vez, o serial killer Francisco das Chagas Rodrigues de Brito, que ficou conhecido pelo ‘Caso dos Meninos Emasculados’, foi condenado, nesta quarta-feira (26), a 108 anos e três meses pelas mortes de Raimundo Nonato da Conceição Filho, de 11 anos, Eduardo Rocha da Silva, 10, e Edivam Pinto Lobato, 12. A sentença foi lida por volta das 23h.

Os crimes julgados foram cometidos no município de Paço do Lumiar no ano de 1997. Os corpos das três vítimas foram encontrados sem os órgãos genitais, e uma das crianças teve um dos dedos cortados.

Francisco das Chagas é acusado de matar e mutilar 42 meninos entre os anos de 1989 e 2004. O mecânico responde por 30 mortes no Maranhão e mais 12 no Pará, onde viveu por quatro anos. Todas as vítimas tinham o mesmo perfil: idade entre quatro e 15 anos e eram de famílias humildes.

As dez condenações anteriores do mecânico já somavam 277 anos de prisão. Com a sentença desta quarta-feira, esse número subiu para 387. Ao chegar para o julgamento, Chagas  foi hostilizado por parentes das vítimas, reagiu com xingamentos e tentou agredir uma repórter de TV na 1ª Vara de Paço do Lumiar.

Relembre o caso
A série de assassinatos de Francisco das Chagas ficou conhecida como o “Caso dos Meninos Emasculados” e teve repercussão internacional. Ele é acusado de 42 mortes de meninos nos estados do Maranhão e do Pará. Os crimes tinham as mesmas características: as vítimas eram abusadas e mutiladas.

De acordo com o que foi apurado pela polícia, o mecânico atraía os meninos para a mata fechada, chamando-os para brincar ou comer. A partir daí, começava o ritual macabro, matando e emasculando as vítimas.

O assassino decepava outras partes do corpo, como dedos, e levava com ele como recordação. Em alguns casos, também cometeu estupro. Os crimes ocorreram em Altamira, no Pará, e na região metropolitana de São Luís.

Os assassinatos foram cometidos de 1989 a 2004, quando Chagas foi preso. (G1)

 

www.chorrochoonline.com

Informação Entretenimento e Cultura


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!