Batalha por Winterfell, de GoT, aconteceu de verdade

22/06/2016 16:04

Jon Snow de Game of Thrones

George R.R. Martin, autor dos livros que inspiraram Game of Thrones, já disse que não importa o quanto ele invente as histórias da saga: no mundo real, acontecem coisas iguais ou ainda piores.

É o caso da Guerra das Duas Rosas, que rolou na Inglaterra entre 1455 e 1485, e que tem uma semelhança impressionante com as tramas da série. São coroas roubadas, casamentos secretos, massacres de famílias, traição entre irmãos e por aí vai.

Até aqui, a gente maneirou nos spoilers, mas se você ainda não assistiu a última temporada da série, é melhor parar de ler agora - spoilers are coming. Você foi avisado.

No episódio Battle of the Bastards (Batalha dos Bastardos), Jon Snow - filho de Ned Stark - e Ramsay Bolton - filho de Roose Bolton - lutam por Winterfell.

Foi a disputa mais épica da série, maior que a luta entre dragões e navios de guerra que rolou no início do mesmo episódio (foi mal, Daenerys).

Ocupando metade do capítulo, a sequência foi de tirar o fôlego: Jon Snow escapou da morte inúmeras vezes, soldados saíram de uma pilha de cadáveres, um gigante esmagou vários inimigos e (finalmente!) Ramsay Bolton morreu.

Na vida real, essa disputa por Winterfell tem muito a ver com a Batalha de Bosworth Field - a última da Guerra das Duas Rosas, um longo combate entre as casas de Lancaster e York na Inglaterra medieval.

Em Bosworth, Ricardo III (um York que se autoproclamara rei da Inglaterra, o que deixou insatisfeitos vários lordes de sua casa) lutou contra Henrique Tudor (um Lancaster que havia sido exilado para a França).

Embora muita gente diga que Henrique Tudor seja, na verdade, a inspiração para Daenerys Targaryen, as semelhanças entre Bosworth e a luta por Winterfell são impressionantes. Olha só:

1. Tamanho não é documento

O exército de Jon Snow tinha pouco mais de 2 mil homens, conseguidos a muito custo juntando o Povo Livre com uns poucos soldados de casas do norte. Já Ramsay contava com 6 mil homens.

Em Bosworth Field, a situação era parecida: enquanto Ricardo III comandava 15 mil homens, Henrique Tudor só tinha um terço disso - 5 mil soldados.

Ricardo também tinha o maior arsenal de canhões de todas as disputas medievais inglesas conhecidas até agora (140 armas), assim como os Bolton, que tinham um grupo imenso de arqueiros.

De qualquer forma, Henrique Tudor conseguiu vencer a batalha - e Jon Snow também, graças aos deuses (talvez o do fogo).

2. Trabalho em equipe

Apesar de desprezível e odioso, Ramsay Bolton era um baita estrategista. Ele separou seu enorme exército em quatro grupos: os soldados da cavalaria, os arqueiros, os que cercaram os inimigos e os que ficaram escondidos sob a montanha de cadáveres.

Ricardo III fez algo parecido em Bosworth Field: criou três grupos, um comandado por ele mesmo, os outros dois chefiados pelo Duque de Norfolk e pelo Conde de Northumberland.

Já Henrique, que não entrou pessoalmente na batalha, teve suas tropas comandadas pelo Conde de Oxford (que poderia ser o Sir Davos Seaworth).

O resto da luta tem várias semelhanças: a cavalaria de Ricardo atacou a de Henrique de frente, mas apanhou um bocado, e Ricardo decidiu atravessar o campo e matar Henrique (como acontece na série entre Snow e Ramsay).

Além disso, ao ver Ricardo separado de seu exército, 200 soldados Tudor cercaram o cara e conseguiram matá-lo, mais ou menos como os soldados dos Bolton cercam os de Snow.

3. Comandante precavido, comandante corajoso

Jon Snow mergulhou na disputa (literalmente), mas Ramsay ficou de fora, seguro, comandando os arqueiros. Na história real, também houve um comandante corajoso e um precavido: Henrique Tudor não sabia lutar, então ficou quietinho atrás de suas tropas, enquanto outra pessoa comandava.

Já Ricardo, como Snow, entrou com tudo no conflito - reza a lenda que ele conseguiu derrotar um tal de Sir John Cheyney, o soldado mais alto da batalha, e que ofereceram um cavalo para fugir da disputa, mas ele recusou, dizendo "neste dia, vencerei ou morrerei como um rei" (bem Game of Thronesco, né?).

4. Elemento surpresa

Em Game of Thrones, quando tudo parecia estar perdido, os soldados da Casa Arryn chegam, chefiados por Lorde Petyr "Mindinho" Baelish (tudo devido a Sansa).

Na vida real, algo assim aconteceu também: o padrasto de Henrique, Thomas Lord Stanley, trouxe 6 mil homens para integrar os 5 mil Tudors que estavam na batalha - bem no momento em que Ricardo tentava atravessar a luta para matar Henrique.

5. Uma morte cruel

Depois de cometer as maiores atrocidades, Ramsay Bolton morreu de um jeito terrível - para a alegria de muitos fãs.

Depois de ser espancado por Jon Snow, ele foi amarrado em uma cadeira e jogado para os próprios cães. No final da disputa de Bosworth, Ricardo levou uma machadada na cabeça - mas não morreu, graças ao elmo que estava usando.

Então, deram facadas em seu rosto e, por último, uma espada foi enfiada na base de seu crânio. O corpo dele foi despido, amarrado como um javali (sua insígnia), colocado sobre um cavalo e enviado para Leicester, onde seu corpo ficou exposto por dias para visitação pública.

 

Fonte: Exame


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!