Brasil: Promotora de Justiça do caso Telexfree é encontrada morta em apartamento

01/12/2015 14:07

HdTRDj6-420x279

A promotora Nicole Gonzales Colombo Arnoldi foi encontrada morta no inicio da noite deste domingo (29) em seu apartamento, localizado no Condomínio Florença, próximo a Uninorte e ao Tribunal de Justiça do Acre, em Rio Branco. Natural da cidade de Araraquara, no interior de São Paulo, Nicole, de 35 anos, ingressou na carreira de promotora no MP do Acre em dezembro de 2009 e foi uma das responsáveis pelo bloqueio das contas e encerramento das atividades da Telexfree no Brasil, caso que teve repercussão internacional. Atualmente, ela era responsável pela promotoria do município de Bujari. A policia militar foi acionada por vizinhos quando um disparo foi ouvido no apartamento da vitima. De acordo com informações, Nicole foi encontrada com a marca de um tiro na cabeça. A polícia técnica acredita que a Promotora tenha cometido suicídio. Durante o velório da promotora de Justiça Nicole Arnoldi, de 35 anos, o amigo de profissão, o promotor Talles Fonseca revelou que a mãe da promotora teria ligado ainda no domingo (29) e pedido ajuda a ele. Nicole foi encontrada morta em seu apartamento na noite deste domingo, em Rio Branco. “A mãe dela me ligou para arrombar a porta e levá-la ao Pronto-Socorro, porque ela estava com depressão. Eu disse que a Nicole não estava bem. Quando a gente arrombou a porta, ela estava em cima da cama, já com um tiro e agonizando. Tentei fazer massagem cardíaca, mas, infelizmente, Deus a levou”, lamenta Fonseca. O amigo diz ainda que há alguns meses a promotora lutava contra uma depressão e tomava remédios para se tratar. “Às vezes dormia de três a quatro dias. Fora a depressão, era uma pessoa maravilhosa, amiga, humilde e competente. Uma perda como amiga e profissional”, disse o promotor ao G1.


www.chorrochoonline.com

Fonte: Ubaitabaurgente


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!