Candidato a presidente defende população armada para combater o crime

20/08/2014 21:41
Candidato a presidente defende população armada para combater o crime
Foto: Reprodução / G1
 
O presidenciável do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, defendeu nesta quarta-feira (20) que qualquer cidadão deveria ter o direito de portar armas e que milícias populares deveriam substituir a Polícia Militar. Para ele, essa é a forma de controlar o crime. "Povo desarmado é um povo escravizado. Povo armado é um povo que controla o seu destino", declarou o candidato. Contrário ao Estatuto do Desarmamento, que não permite ao cidadão portar armas sem autorização específica, ele classifica a liberação de compra de armamento como “direito fundamental” e acredita que a população organizada em comunidades tem mais condições de controlar grupos criminosos. Pimenta participou nesta quarta de uma entrevista conduzida pelos jornalistas Tonico Ferreira, da TV Globo, e Nathalia Passarinho, do G1.
 
www.chorrochoonline.com
Informação Entrtenimento e Cultura

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!