CHORROCHÓ: IDEALISMO E INFORMAÇÃO

03/04/2013 12:20

                      02/04/2013

                    

 

                    Chorrochó: idealismo e informação

 

Como dizem os portugueses, “eu cá por mim”, estou muito contente em ver nossa região contando com pessoas interessadas e preocupadas com o direito à informação.

Chorrochó, a exemplo de outros municípios vizinhos, também tomou a dianteira e já conta com alguns meios de comunicação, como o Barra Fuxico, o Chorrochó em Foco, o Chorrochoonline e, antes, a pioneira e comunitária Rádio Líder do Sertão FM.

Todavia, hoje me ocupo do Chorrochoonline, porque sobre os demais já me manifestei em outras ocasiões. Trata-se de uma iniciativa louvável de alguns jovens abnegados que estão se empenhando numa das lutas mais nobres que nosso ordenamento jurídico permite: não deixar perecer a liberdade de expressão e, por conseguinte, o direito à informação, pilares indiscutíveis de construção da cidadania.

É inegável que sociedade desenvolvida é sociedade bem informada, de modo que, qualquer comunidade, mesmo incipiente do ponto de vista de suas estruturas, quando dispõe de meios de comunicação imparciais e livres, saberá, por si só, construir o seu caminho. O papel da imprensa, por isto, é fundamental. Cabe-lhe noticiar os fatos com absoluta isenção e, sobretudo, ser vigilante no que concerne às atividades das instituições, sejam elas públicas ou privadas.

O mérito é nunca esquecer que o dever de informar caminha sobre uma linha tênue entre o respeito ao semelhante e a dignidade humana. Informar não significa ultrapassar os limites da decência e da responsabilidade. Informar significa, necessariamente, não arranhar a honra alheia.

Tenho observado que, neste engatinhar, o Chorrochoonline vem demonstrando tratar-se de um órgão dinâmico, abrangente e, sobretudo, preocupado com a história do município de Chorrochó tão espezinhada pelo descuido de tantos no decorrer de sucessivos anos.

Sempre apoiei as pequenas iniciativas no campo da liberdade de expressão, porque entendo que, embora tenras, tais iniciativas podem agigantar-se perante a sociedade, desde que a firmeza de caráter de seus idealizadores não venha a sucumbir diante das primeiras adversidades, que são muitas.

Acredito no idealismo dos jovens. Entretanto, é forçoso admitir que a degenerescência social vem dificultando, com vantagem, o papel da imprensa. Condutas questionáveis, mormente de quem tem o dever de tê-las irrepreensíveis, vêm ocupando, diuturnamente, o espaço desses pequenos órgãos de comunicação, de sorte que surge uma nuvem de descrença generalizada. Já não se sabe, nesse cipoal de deslizes, quem é moralmente correto nos dias de hoje. E cabe à imprensa desanuviar esse ambiente, tornado-o transparente em benefício da sociedade. Aí nasce o equilíbrio entre o fato e a notícia e, por consequência, a credibilidade do veículo de comunicação.

Meu desejo é que o Chorrochoonline tenha muita perseverança, segurança em seus propósitos e uma inabalável coragem para enfrentar os desafios de Chorrochó. Minha expectativa esteia-se no idealismo demonstrado por toda sua equipe. Como diz a sabedoria, “se não podemos dar conselhos, devemos dar bons exemplos”. Do alto de minha insignificância, não posso dar uma coisa, nem outra. Mas posso dar o meu testemunho de luta: luta de palavras, há décadas, em defesa dos mais humildes, com algum resultado. Êxito para o Chorrochoonline.

araujo-costa@uol.com.br

 

Escrito por Escrito por Walter às 21h17

 

Redação do chorrochoonline.com

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!