CHORROCHÓ: ESCRITOR WALTER ARAÚJO FAZ HOMENAGEM A Dr. JOSÉ EVALDO DE MENEZES

08/10/2013 16:11

 

 Foto:              Padre Honildo                       José  Evaldo de Menezes

 

 Memória dispersa de Chorrochó (XI)

                                 (Dr. José Evaldo de Menezes)

 

É preciso, às vezes, que falemos algumas coisas, enquanto é tempo. E é preciso porque, em certas ocasiões, surgem as oportunidades para isto. Se as oportunidades se vão, vão-se também os ímpetos que nos movem dizê-las.

Neste mês de outubro aconteceu em Chorrochó o aniversário de um senhor espirituoso e muito hábil para enfrentar as derrapagens da vida: Dr. José Evaldo de Menezes. Essencialmente líder, ele é um gentleman.

Este senhor atingiu, em sua trajetória de vida, muitos degraus na estima de seus amigos, porque trouxe do berço várias qualidades, que todos admiramos: caráter irrepreensível, generosidade, persistência na defesa dos mais humildes e, sobretudo, uma tenacidade ímpar quando pretende justificar seus pontos de vista. E o que é mais admirável é que seus argumentos convencem, amparam, completam.

Esta é uma crônica de saudade. Já se vão algumas décadas, convivi com este ilustríssimo Dr. Evaldo apenas alguns anos, porque o destino assim o quis. E teria convivido mais, prazerosamente, se as exigências do tempo não me tivessem impedido. Éramos um tanto jovens. Ele por volta de trinta anos, já líder, inquieto com as condições da época, sempre atencioso, rodeado de amigos e admiradores. Eu já insignificante, sem importância, como ainda hoje, ignorante diante do mundo, tão somente um espectador das circunstâncias.

Naquele tempo Chorrochó era, enquanto município, uma sociedade em construção, impregnada de sonhos e perspectivas. Vi-o, muitas vezes, discutindo situações de cunho social e apontando soluções. Melhor, resolvendo-as.

Hoje Chorrochó mudou, mudaram-se os valores. Difícil é não se curvar diante das imposições do tempo. E o Dr. Evaldo tem feito isto muito bem.

Dr. Evaldo é uma daquelas pessoas que a gente deve orgulhar-se de ter conhecido. E deve lamentar por não privar, diuturnamente, de sua amizade. Ele acrescenta, faz pensar. Líder autêntico, presente, esplendidamente justo. Amigo, sabe balizar, como poucos, a convivência em sociedade. E tem se portado muito bem, assim.

Contudo, o que preciso dizer hoje, além disto, é que o Dr. José Evaldo de Menezes é um sujeito digno, honrado, correto. É insigne, notável, desprendido. Parabenizá-lo pelo aniversário é pouco, tardio, insuficiente. Urge parabenizá-lo por sua existência. É o que faço.     

                      

                        Escrito por   Walter Araújo

 

                    www.chorrochoonlione.com

                   CONECTADO COM VOCÊ

Fonte: araujo-costa@uol.com.br


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!