Cientistas desenvolvem composto de maconha para tratamento de mal de Alzheimer

05/07/2016 20:35

Cientistas desenvolvem composto de maconha para tratamento de mal de Alzheimer

Uma pesquisa desenvolvida por profissionais do Salk Institute, nos Estados Unidos, descobriu evidências preliminares de que o tetraidrocanabinol (THC) e outros compostos encontrados na cannabis têm potencial para contribuir no tratamento do mal de Alzheimer. As substâncias removeriam a beta-amiloide, proteína que forma as "placas" no cérebro responsáveis pela doença. "Apesar de outros estudos oferecerem evidências de que os canabinoides podem ser neuroprotetores contra os sintomas do Alzheimer, nós acreditamos que o nosso estudo é o primeiro a demonstrar que os canabinoides afetam tanto a inflamação como o acúmulo de beta-amiloide em células nervosas", afirmou David Schubert, professor do Salk Institute e coautor do estudo. Segundo o jornal O Globo, os testes foram desenvolvidos em neurônios cultivados em laboratório. Os pesquisadores apontaram que a exposição de células nervosas ao THC reduz os níveis de beta-amiloide e elimina a inflamação das células, o que permite a sobrevivência dos nervos. Ainda assim, Schubert enfatizou a necessidade de testes clínicos para definição de uma terapia. (Bahia Notícias)

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!