Concurso oferece 556 vagas em todo o país

17/06/2015 13:27
Oportunidades são para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e a Escola Nacional de Administração Pública.Salários variam entre R$ 3.625,42 e R$ 5.596,31.Foto: Divulgação

Oportunidades são para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e a Escola Nacional de Administração Pública.

Salários variam entre R$ 3.625,42 e R$ 5.596,31.
Foto: Divulgação

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) anunciaram a abertura de concurso público para provimento de 556 vagas de nível superior. As remunerações variam entre R$ 3.625,42 e R$ 5.596,31.

O concurso terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado, uma vez, por igual período. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 6 de julho, através do site www.cespe.unb.br/concursos/mp_15_enap. As taxas custam R$ 90 para todos os cargos, exceto para os de arquiteto, economista, engenheiro – todas as áreas – e geólogo, para os quais o valor a ser pago é de R$ 100. Há oportunidades para todas as regiões do País.

Para o MPOG, são 534 vagas para os cargos de administrador, analista técnico-administrativo, arquivista, contador, médico, técnico em assuntos educacionais, arquiteto, economista, engenheiro, analista em tecnologia da informação, assistente social, geógrafo e geólogo. Todos exigem diploma de nível superior fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, mas para o cargo de analista técnico-administrativo, o diploma pode ser em qualquer área de formação.

Na ENAP, são 22 vagas de nível superior para as funções de técnico de nível superior e técnico em assuntos educacionais. Para esses cargos, também é exigido o diploma em qualquer área. Do total de vagas, 5% são reservadas para pessoas com deficiência e 20% para negros.

A seleção será composta por provas objetivas, prova discursiva e avaliação de títulos, para o cargo de analista em tecnologia da informação. As provas objetivas, a prova discursiva, a avaliação de títulos e a perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência serão feitas nas 26 capitais da Federação e no Distrito Federal. Já as provas objetivas e as provas discursivas terão a duração de quatro horas e meia e a aplicação está prevista para o dia 16 de agosto, no turno da manhã.

Os candidatos que desejarem solicitar a isenção da taxa de inscrição devem acessar o site da banca organizadora e realizar a solicitação utilizando a indicação do Número de Identificação Social (NIS), atribuído pelo CadÚnico.

A banca organizadora escolhida para a realização do certame foi a Cespe, empresa que também é a responsável pela execução de outro certame com inscrições em aberto, o do Tribunal de Contas da União (TCU). A Cespe é conhecida pelos concurseiros por ser uma banca rigorosa na aplicação das provas. No método de avaliação da organizadora, uma alternativa errada assinalada anula uma correta.(JC)

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!