Crise econômica pode tirar ACM Neto da disputa eleitoral de 2016

19/01/2016 23:02
Crise econômica pode tirar ACM Neto da disputa eleitoral de 2016
Foto: Luiz Fernando Teixeira / Bahia Notícias
Candidatíssimo à reeleição, o prefeito ACM Neto (DEM) pode deixar a tentativa de recondução ao cargo antes mesmo da concretização da campanha. Interlocutores próximos ao gestor afirmam que o momento econômico do Brasil tem deixado o prefeito em alerta. “Ele avalia se o momento econômico não vai tornar a prefeitura inviável a partir de 2017”, aponta um aliado do prefeito. Por enquanto, há pretensão de ACM Neto de tentar se manter no Palácio Thomé de Souza para tentar viabilizar uma futura candidatura ao governo do estado. O prefeito, todavia, avalia se o momento ideal é tentar o embate com o governador Rui Costa (PT) numa eventual tentativa de reeleição do petista em 2018 ou apenas em 2022, após cumprir o ainda vislumbrado segundo mandato na prefeitura de Salvador e quando Rui já não estaria apto a concorrer. Interlocutores sugerem ainda que a escolha do candidato a vice – por enquanto afunilados entre Luiz Carreira (PV), Bruno Reis (PMDB) e Silvio Pinheiro (SD) – seria o momento crucial para a candidatura do prefeito à reeleição. Caso não consiga “fazer um vice” da própria confiança, o risco de afastamento de ACM Neto do Palácio Thomé de Souza em 2018 é considerado zero. Faltando cerca de seis meses para o início da corrida eleitoral, o cenário é de indecisão. E, se não bastassem fatores políticos, a economia pode ser o principal ponto a influir no pleito. “Se a arrecadação do IPTU não subir, não tem como fazer mágica. A prefeitura vai se tornar inviável para quem tem projeções”, sustenta o interlocutor.
 
 
www.chorrochoonline.com
Informação entretenimento cultura e política
Fonte: Bahia Notícias

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!