DILMA DIZ QUE NÃO VAI CAI CAIR E SE RECUSA A RESPONDER EX- PRESIDENTE LULA

07/07/2015 20:16

Dilma e Lula
A presidente Dilma Rousseff negou, em entrevista à Folha de S.Paulo, qualquer possibilidade de renúncia do cargo e classificou a oposição que pede seu afastamento de “um tanto golpista”. “Eu não vou cair. Eu não vou, eu não vou. Isso aí é moleza, é luta política”, disse a presidente. “Eu não sou culpada. Se tivesse culpa no cartório me sentiria muito mal. Eu não tenho nenhuma. Nem do ponto de vista moral, nem do ponto de vista político”, disse a presidente quando questionada sobre a possibilidade de renúncia.

 

A presidente disse que não é o PMDB que quer sua saída do poder e desafiou que seus opositores provem que ela recebeu “um tostão”. “Não tem base para eu cair. E venha tentar, venha tentar. Se tem uma coisa que eu não tenho medo é disso. Não conte que eu vou ficar nervosa, com medo. Não me atemorizam”, desafiou a presidente. Dilma comentou também as críticas feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, em uma reunião fechada, disse que tanto ele quanto a presidente estavam no “volume morto”. “Ele tem todo o direito de dizer onde ele está e onde acha que eu estou. Mas não me sinto no volume morto não. Estou lutando incansavelmente para superar um momento bastante difícil na vida do País”, disse a presidente, antes de completar. “Querido, podem querer, mas não faço crítica ao Lula. Não preciso. Deixa ele falar”. A presidente disse ainda que o governo prepara novas medidas para ampliar o ajuste fiscal e torná-lo mais rápido, mas não quis dizer quais são. “Acelerar é tudo que tiver de fazer de ajuste façamos já. Porque, quanto mais rápido fizermos, mais rápido sairemos dele”, disse.

Estadão

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!