Doar sangue “é uma causa de solidariedade e de generosidade com o próximo”, diz Wagner

25/11/2014 12:23

 

Nesta terça-feira (25), Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, o governador Jaques Wagner afirma, no seu programa de rádio Conversa com o Governador, que a doação “é uma causa de solidariedade e de generosidade com o próximo”. Ele aborda a expansão da rede de coleta na Bahia e também fala sobre as inaugurações do Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, em Salvador, e de uma nova fábrica, em Feira de Santana, gerando mais 450 postos de trabalho na região, entre temporários e permanentes. O governador encerra o programa falando das viagens a quatro municípios do interior - Santa Rita de Cássia, Dom Macedo Costa, Elísio Medrado e Ipecaetá.


Wagner informa, nesta editação, que é doador de sangue e órgãos. “Eu creio que essa é uma atitude positiva [...] e eu queria fazer esse chamamento nesta semana, que vai de 24 a 29 de novembro [...], para a doação”. Segundo ele, as pessoas precisam de transfusão de sangue, por motivo de doença, acidente ou para fazer uma cirurgia. “Muitas vezes, isso falta. Nós crescemos muito a nossa rede do Hemoba espalhada por toda a Bahia”. O governador diz que, pelas estimativas da Organização Mundial de Saúde [OMS], apenas 1% da população baiana é doadora, quando o ideal é que pelo menos 3% façam a doação. 


Ginásio de Cajazeiras

O governador inaugura nesta terça-feira o Ginásio de Cajazeiras. Ele diz, no programa, que foram investidos R$ 13 milhões em um equipamento moderno, com capacidade para receber até duas mil pessoas. “Nós escolhemos, exatamente, por ser Cajazeiras um bairro com população muito grande, e fizemos ali [...] um ginásio para vôlei, basquete, futsal e handebol. Eu espero que ele possa servir para ajudar principalmente a nossa juventude de Cajazeiras e de outros bairros a se qualificar na área do esporte, até porque estamos aí perto das Olimpíadas 2016 no Brasil, e nada melhor do que a nossa gente se qualificar”.

 

Ainda nesta terça, ele inaugura também a fábrica da Saint-Gobain, em Feira de Santana, no centro norte da Bahia, que gerou mais de 300 empregos durante o período de obras, nas quais foram investidos R$ 125 milhões, e agora em operação deve gerar aproximadamente 150 empregos. “É importante para a construção civil, é um equipamento [drywall] que a gente trazia, importado, e a partir de agora a gente não só poderá tê-lo fabricado aqui, como também exportar principalmente para outros estados do Nordeste”. Segundo o governador, a empresa é uma multinacional francesa, muito bem qualificada e reconhecida. “É mais um empreendimento no meu esforço de gerar, cada vez mais, emprego para a nossa gente”.

 

Outros municípios 

Wagner encerra o programa falando das visitas ao interior do estado. De acordo com o governador, a população de Santa Rita de Cássia - no extremo oeste do estado - vai receber uma cozinha comunitária com equipamentos para a produção de pães, bolos, biscoitos e também processamento de mandioca, beneficiando 30 famílias do assentamento Antônio Conselheiro II, onde 70% são mulheres. “É um investimento de R$ 200 mil", ressalta.

 

Na quinta-feira, Wagner disse que planeja ir a Dom Macedo Costa (na Região Metropolitana de Salvador), Elísio Medrado e Ipecaetá (os dois no centro norte), fazer a entrega de ônibus escolares do programa de melhoria do transporte escolar. “O investimento em transporte escolar pelo Estado da Bahia, em 2006 era de apenas R$ 6,5 milhões. Nós agora fomos para R$ 65 milhões, dez vezes mais. E estamos com essa participação em 411 municípios, apoiando mais de 100 mil estudantes da zona rural”.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!