FILHA AGRIDE A MÃE A MARTELADAS. A IDOSA MORREU

20/11/2014 14:06
Mulher que cuidava da vítima de 85 anos confessou crime e foi presa.
Vizinhos em Patos de Minas disseram que idosa havia pedido ajuda.
Imagem ilustrativa
 
Paulo Barbosa  -  G1 
 
Uma idosa de 85 anos morreu após ser agredida pela própria filha, de 59 anos, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher usou um martelo para bater na vítima durante um desentendimento. Ela foi autuada por homicídio e está presa.
 
A vítima era aposentada e morava no Bairro Alto Colina. De acordo com os militares, a agressão aconteceu no fim da manhã desta terça-feira (18). Segundo o delegado Luis Mauro Sampaio, a mulher confessou o crime e disse que jogou o martelo em um lixo. “A filha disse que a vítima tinha um gênio forte e que tudo que ela fazia a mãe dizia que estava ruim. O desentendimento aconteceu quando a mulher disse que iria sair e a mãe pediu para que ficasse, pois estava adoentada. Foi quando a suspeita jogou a vítima no chão e agrediu com o martelo”, explicou.
 
A idosa foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital Regional Antônio Dias, mas morreu pouco mais de 12 horas após dar entrada no local. Segundo os militares, durante o socorro, a idosa relatou aos vizinhos que foi a própria filha que havia a agredido.
 
Em depoimento à Polícia Civil, a suspeita do crime disse que se mudou para a casa da mãe há cerca de um mês, para cuidar da aposentada, e que as agressões começaram devido a um desentendimento. A garçonete Cristiana Silva disse que a vítima já havia pedido ajuda. “Ela falou para os vizinhos não saírem de perto dela, nem deixa-la sozinha, pois a filha havia agredido”, afirmou.
 
A mulher foi ouvida pelo delegado e será levada para o Presídio Sebastião Satiro. A Polícia Civil deve apurar se ela tem algum problema mental.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!