FIM DA OSTENTAÇÃO: Policia de Sergipe prende em Paulo Afonso quadrilha criminosa que assaltava bancos.

01/05/2014 16:47


O Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), realiza em conjunto com a Divisão Especial de Investigações e Capturas da Polícia Civil uma operação que busca acusados de roubos a bancos no Sertão de Alagoas, na Bahia e em Sergipe. A operação que já dura mais de 24 horas acontece em parceria com a Polícia Civil de Sergipe. Até o momento foram divulgadas as prisões de seis pessoas.


Segundo informações do Ministério Público Estadual, o grupo cumpre outo mandados de prisão e 10 mandados de busca e apreensão. Todos eles foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os alvos moram na cidade baiana de Paulo Afonso e também são suspeitos de integrar um grupo ligado ao tráfico de drogas e de praticar homicídios.

Segundo o promotor do MP Luiz Tenório, o bando saía da Bahia para cometer os crimes em Alagoas. " Conseguimos prender o líder da quadrilha e os trabalhos só serão finalizados quando localizarmos todos os suspeitos. Já existem seis detidos, faltam dois", explicou o promotor.

O líder da quadrilha, identificado como Josélio Ramos Lúcio foi preso na residência dele, localizada na Rua do Sossego, bairro Centenário, em Paulo Afonso. Segundo o MP, ele reagiu e entrou em luta corporal com um policial civil. Ele também tentou fugir por uma janela da casa, mas foi detido. As outras cinco pessoas foram presas em imóveis diferentes e não reagiram a prisão. Os nomes ainda não foram divulgados.

Segundo as investigações do Gecoc, Josélio é apontado como líder de uma organização criminosa especializada em assaltos a bancos. O bando que ele comandaria teria sido responsável por, pelo menos, quatro roubos contra instituições financeiras no Sertão de Alagoas, nas cidades de Piranhas, Mata Grande, Pariconha e Água Branca. 

Além dos roubos, o grupo também é suspeito de envolvimento nos crimes de tráfico de entorpecentes e assassinatos. Uma grande quantidade de drogas foi apreendida, entretanto, não se sabe o peso exato porque ela ainda será pesada. As autoridades buscam agora um depósito de armas e também tentam encontrar os veículos utilizados nos assaltos. 

Todos os presos e o material apreendido serão trazidos para Maceió. Mas, não há previsão de hora de chegada porque a operação ainda está em andamento. 

Os trabalhos envolvem, além do Gecoc, a Secretaria de Estado da Defesa Social, o Departamento de Polícia Judiciária 1, a Deic, a Companhia de Polícia Militar da Caatinga (Piranhas), o Comando de Policiamento de Área 1, o Cops - Complexo de Operações Especiais da PC de Sergipe e o Núcleo Especial de Repressão e Buscas, também da Polícia Civil do estado vizinho.

Enquanto isso, permanece foragido da justiça o ex vereador de Paulo Afonso DELMIRO DO BODE, espera-se a prisão do mesmo para breve, já que foram encontrados em sua ''chácara'' restos de caixas eletrônicos, dinamite e carro roubado.

Delmiro do Bode foi ainda denunciado pelo MPF por se envolver em organização criminosa que obteve financiamentos fraudulentos junto ao Banco do Nordeste.

Os próximos serão os agiotas possivelmente e logo depois os sonegadores de impostos e os corruptos.

Redação com informações do portal cada minuto e Cecílio Almeida.

 

www.chorrochoonline.com

Informação Entretenimento e Cultura


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!