"Homem-bomba vira homem-traque e alivia CPMI"

18/09/2014 11:38
Foi tudo uma encenação patética: apresentado como "homem-bomba", o potencial "explosivo" do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa mais se assemelhou a um "traque", trouxinha inofensiva utilizada por crianças nos festejos juninos do Nordeste. O ex-diretor entrou mudo e saiu calado da CPMI, proporcionando alívio em boa parte do plenário, onde estavam alguns suspeitos do Petrolão dos governos Lula e Dilma.
Blindagem
Tropa de choque do Planalto estava pronta para "blindar" o governo, caso o delator jogasse a roubalheira da Petrobras no ventilador.
Operação abafa
Envolvidos até o pescoço, parlamentares do PT e PMDB atuaram para impedir tentativa da oposição de ouvir o ex-diretor em reunião secreta.
Olho do furacão
Com vários dirigentes citados na delação premiada de Paulo Roberto Costa, o PP não deu as caras ontem na CPMI da Petrobras.
Juntos contra um
Deputado do PDT, aliado de Dilma, Ênio Bacci (RS) seguiu exemplo do senador Gim Argello (PTB-DF) e votou com a oposição na CPMI.


Efeito trator
O Planalto mobilizou ontem parlamentares do PDT, PR e PCdoB, que nem sequer integram a CPMI, para lotar o plenário e ajudar o PT e o PMDB a "melar" o depoimento do ex-diretor corrupto da Petrobras.
 
www.chorrochoonline.com
Informação Entretenimento e Cultura
Fonte: Cláudio Humberto

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!