Homem estuprado por mandar mensagem para mulher casada através do Whatsapp vive drama

10/12/2015 09:40

o1m09d03g_7qotj8zk00_file

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um pintor de 31 anos foi estuprado no mês passado na divisa dos municípios de Chopinzinho e Coronel Vivida, no Paraná vive um grande drama após ter sua honra e dignidade ferida. Toda a ação dos dois estupradores foi gravada e a polícia só teve conhecimento do caso após as imagens serem compartilhadas por milhares de pessoas no WhatsApp.

A violência foi gravada em duas partes. Na primeira aparece Rudimar André Sangaletti (FOTO), de 21 anos, agredindo a vítima e a acusando de trocar mensagens com sua namorada pelas redes sociais. Entre tapas e humilhações, Sangaletti ameaça a vítima de morte caso volte a “mexer” com sua companheira.

No segundo vídeo aparece Patrick Fenili, de 24 anos, obrigando a vítima a fazer sexo anal e oral com ele. As imagens foram gravadas por Sangaletti, que ameaçava o pintor a todo o momento supostamente com uma arma.

De acordo com o delegado à frente do caso, Leonardo Guimarães, os três homens começaram a beber em Chopinzinho e decidiram ir até a cidade de Coronel Vivida, onde continuaram a beber.

Na volta para Chopinzinho, Rudimar parou o carro e começou a sessão de humilhação, estupro e violência. Após o depoimento da vítima, foi decretada a prisão dos dois agressores.

 

Rudimar e Patrick foram presos no dia 24 de novembro por estupro, sequestro e ameaça.

Rudimar já foi investigado por estupro em 2014, após violentar uma criança de 13 anos e agredi-la depois do ato. Na cidade de Chopinzinho, o suspeito tem passagem por violência doméstica contra a namorada.

 

www.chorrochoonline.com

Informação entretenimento cultura e política

fonte: Portal de Notícias.net


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!