Ibope: Dilma tem 36%, Marina, 30%, e Aécio, 19%

16/09/2014 22:32

 

Ibope: Dilma tem 36%, Marina, 30%, e Aécio, 19%

Em simulação de segundo turno, Marina tem 43% e Dilma, 40%

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (16) para a sucessão presidencial mostra que a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff tem 36% das intenções de voto. Marina Silva, do PSB, é a segunda, com 30%. Aécio Neves, do PSDB, tem 19%, e Pastor Everaldo (PSC) tem 1%. Votos brancos e nulos chegam a 7%: não sabem ou ão responderam,  6%.

No levantamento anterior do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgado no dia 12, Dilma tinha 39%, Marina, 31%, e Aécio, 15%.

Segundo turno

O Ibope também simulou três cenários de segundo turno:

- Marina Silva: 43%

- Dilma Rousseff: 40%

- Dilma Rousseff: 44%

- Aécio Neves: 37%

- Marina Silva: 48%

- Aécio Neves: 30%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 204 municípios do país entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. 

Avaliação do governo

A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 37% dos eleitores entrevistados – no levantamento anterior, divulgado no último dia 12, o índice era de 38%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliam o governo como "ótimo" ou "bom".

Os que julgam o governo "ruim" ou "péssimo" são 28%. Para 33%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.

 

Expectativa da divulgação da pesquisa influenciou alta da Bovespa

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 2,01% nesta terça-feira (16), aos 59.114 pontos, com repercussões positivas diante do cenário eleitoral e o avanço de mais de 5% nas ações da Petrobras.

Também contribuiu para a alta a reunião de política monetária do banco central norte-americano, na quarta-feira (17), que pode determinar o rumo dos juros na maior economia do mundo.

Os papéis do Banco do Brasil, Itaú Unibanco e Bradesco também subiram, mas a operadora Oi aparece entre as maiores altas do índice.

No mês, a bolsa acumula perdas de 5,45%. No ano, há alta de 12,51%.

Às 12h, o Ibovespa tinha alta de 3,04%, aos 59.712 pontos. Já o dólar comercial registrava queda de 0,21%, a R$ 2,337 na compra e a R$ 2,339 na venda.

Os papéis da Petrobras chegaram a 7,55% (ordinária, com direito a voto) e 7,83% (preferencial, sem voto). A petrolífera recuperava, assim, grande parte das perdas que registrou nas últimas duas semanas.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!