Leitor reclama de trânsito “caótico” em rua central de Belém do São Francisco (PE)

30/04/2013 13:47

Circular pela Rua Deoclécio Lustosa, no Centro de Belém do São Francisco, no Sertão de Pernambuco, é uma tarefa difícil para motoristas e pedestres. Além dos ambulantes que instalam suas barracas no local, a parada de veículos de algumas empresas de segurança tem atrapalhado quem precisa passar pela rua.

A denúncia foi enviada ao Blog pelo leitor Charles Sá. De acordo com ele, algumas empresas do ramo de segurança de valores tomam a rua em sua totalidade, não deixando caminhos abertos para pedestres e veículos. “As empresas estacionam de forma irregular e contribuem para trânsito caótico no local”, critica.

Na rua há uma agência do Bradesco e, de acordo com Charles Sá, quando os funcionários da empresa de segurança vão ao local para abastecer o banco, nenhum cliente tem permissão para ficar dentro da agência. “Os clientes são obrigados a sair do interior da agência, pois os guardas não permitem que uma só pessoa permaneça lá dentro. Mais triste ainda é que esses mesmos guardas são prepotentes e arrogantes e mostram seus equipamentos bélicos com o objetivo de intimidar quem ouse lhe dirigir a palavra para reclamar”, denuncia.

 

 

Procedimentos distintos

O leitor afirma que o procedimento não seria adotado em outras agências da cidade. “Esse não é o mesmo comportamento da empresa no Banco do Brasil, por exemplo. No BB, há a liberação para que os clientes promovam suas operações, não sendo necessário a evacuação ou o fechamento da agência, bem como o fechamento da rua”, afirma.

Na manhã desta segunda-feira (29), a agência do Bradesco teria passado mais de duas horas fechada devido à operação da empresa de segurança. “O serviço-tartaruga ocorreu hoje, começando às 9h e só terminando às 11h50, ocasião em que muitos clientes foram obrigados a retornar para suas casas, não conseguindo finalizar suas operações, principalmente os moradores da zona rural, que têm horário fixo com os transportes de volta”, reclama.

Segundo Charles Sá, já foi feito um abaixo-assinado na tentativa de retirar a agência bancária da rua. “No local houve o registro de um abaixo-assinado visando a retirar as duas empresas do local, o Bradesco e a empresa de segurança. O documento será entregue ao Ministério Público de Pernambuco para providências. Já houve ocasião em que foi necessário chamar o efetivo da Polícia Militar para organizar o trânsito na rua”,

 

Redação dom chorrochoonline.com    

Fonte: Blog do Carlos Britto

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!