LUTA ENTRE VITOR BELFORT E CHRIS WEIDMAN É CANCELADA LYOTO É O NOVO DESAFIANTE

28/02/2014 12:48
Veto à testosterona tira Belfort, e Lyoto enfrentará Weidman no UFC 173
 
Estado de Nevada proíbe uso de TRT, e Vitor não vai mais encarar o lutador que venceu Anderson Silva duas vezes
 
Belfort desiste de luta por não poder usar testosterona
 
Vitor Belfort não será mais o adversário de Chris Weidman no UFC 173, dia 24 de maio, em Las Vegas. Horas depois de a Comissão Atlética de Nevada vetar o uso de testosterona (TRT) no Estado, o Ultimate Fighting Championship anunciou a substituição do brasileiro pelo compatriota Lyoto Machida na disputa do cinturão dos pesos-médios.
 
Em nota em seu site oficial, o UFC confirmou a mudança na principal luta da noite. "À luz da decisão inesperada emitida hoje [quinta-feira] pela Comissão Atlética do Estado de Nevada sobre a proibição de autorizações de utilização terapêutica de reposição de testosterona, Vitor Belfort, o desafiante já anunciado de Weidman, deixará de competir no UFC 173. Belfort, que anteriormente recebeu concessão para o uso terapêutico, reconhece que precisa de um longo período de tempo para tornar-se licenciado no Estado de Nevada."
 
De acordo com a entidade, Belfort concordou prontamente em retirar-se da luta, "com o objetivo de permitir os esforços promocionais do UFC" para o evento.
 
"Com o anúncio da Comissão Atlética do Estado de Nevada, o ex-campeão dos meio-pesados, Lyoto Machida, que está invicto desde que foi para os médios, vai enfrentar o campeão Chris Weidman na luta principal do UFC 173 em maio", disse o presidente Dana White.
 
"Machida foi dominante em seus dois últimos combates, derrotando Gegard Mousasi e nocanteando Mark Munoz. Ele ganhou essa chance de Weidman, que vem de duas vitórias consecutivas sobre o maior lutador de todos os tempos, Anderson Silva. Machida não quer nada mais do que vingar as derrotas de seu amigo e parceiro de treino e tornar-se apenas o terceiro lutador na história do UFC a conquistar títulos em duas categorias de peso diferentes", completou Dana, também por meio de nota no site oficial do UFC.
 
Entenda o veto
 
Nesta quinta, a Comissão Atlética do Estado de Nevada emitiu uma decisão de caráter imediato: nenhum atleta de MMA, boxe ou kickboxing poderá utilizar o TRT (testosterona) para um combate. O órgão é o principal no controle de dopagem para o UFC, já que grande parte dos seus eventos é realizada em Las Vegas.
 
"Acredito que essa é uma questão responsável por dar uma vantagem injusta a quem usa. Quem não precisa passar por esse processo, acaba prejudicado. Não é justo para estes lutadores enfrentarem alguém que poderia ter se beneficiado", disse Francisco Aguilar, presidente da Comissão.
 
Antes do anúncio da mudança da luta, Weidman, crítico ferrenho do tratamento utilizado por Belfort, comemorou a decisão. "Este é um dia fantástico para o esporte. É uma decisão que gostaria de ver há muito tempo. TRT foi e sempre será uma vantagem, e estou orgulhoso de que a Comissão de Nevada reconheceu isso, especialmente antes de eu enfrentar um adversário que usa TRT. Espero que outras comissões atléticas sigam isso", disse, ao site 'MMA Fighting'.
 
O UFC também se manifestou e apoiou a decisão da comissão de Nevada. "O Ultimate Fighting Championship apoia totalmente a decisão tomada pela Comissão Atlética de Nevada em relação ao banimento das isenções para uso da terapia de reposição de testosterona (TRT)", disse Dana, em comunicado.
 
www.chorrochoonline.com
CONECTADO COM VOCÊ

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!