Macururé-BA: Moradores da Serra do Tonã são contra construção de adutora que levará água para várias localidades rurais e povoados de Macururé e Chorrochó-BA

08/04/2015 14:17
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Moradores da comunidade Serra do Tonã, no município de Macururé-Bahia, através da ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS  DO POVOADO DE SERRA DO TONÃ,  se manifestam contra ao Projeto de mais de 16 milhões no município, onde querem viabilizar a construção de uma adutora para o abastecimento de água nas localidades de Caraíbas, Várzea da Ema e Formosa
 
A obra que se comenta na região e que deverá ser construída ao longo das serras entre os municípios de Macururé e Chorrochó, tem a expectativa de beneficiar os 02 municípios que estão sofrendo com a falta de água.
 
 
 
A previsão da extensão deste projeto é de 160 Km de adutora que estima captar 40 mil metros cúbicos de água diáriamente, ofertando em média seis mil metros do líquido por hora. A meta é atender cerca de 5.000 habitantes entre os dois municípios beneficiando 61 localidades rurais, além dos Povoados de Caraíbas, Várzea da Ema (Chorrochó) e Formosa (Macururé).
 
Só que de acordo com o Presidente da ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS  DO POVOADO DE SERRA DO TON representada pelo Sr GERMANO GOMES DA SILVA, “MANINHO da SERRA” a elaboração deste audacioso projeto que já foi definitivamente aprovado não dará certo e junto com os moradores do Povoado da Serra se manifestam contra, e não concordam e nem aceitam de hipótese alguma que para tal projeto o POÇO da SERRA da JÚLIA como é conhecido na comunidade seja aproveitado para tal finalidade preferida, ou seja, não deixarão que use o poço citado, de forma alguma
 
AS ALEGAÇÕES DA COMUNIDADE DA SERRA
 
MANINHO”, representando os moradores daquela Comunidade, afirma que o poço da Serra do Tonâ foi conseguido com muito esforço e sacrifício pela associação comunitária, motivo pelo qual a comunidade associada já tem um projeto com a condevasf de irrigação pra aquele poço há anos, conforme documentos anexos a esta reportagem, e acham que esse outro projeto que surgiu atrapalhará os planos dos moradores e causará transtorno à aquela população, a exemplo de que quando o cano dessa tão falada adutora passar nas roças e propriedades dos moradores, que não irão aceitar em conseqüência, irão surgir os mesmo problemas de perfurações da rede de água de Sansaité por proprietários de terras pra matar a sede dos seus criatórios e gerando assim retaliações políticas e jurídicas com a situação.
 
"Não iremos aceitar que usem o nosso poço, já investimos muito com pagamentos de análise de solo e água em locais diferentes de nossa comunidade", disse um dos moradores em companhia do Presidente da Associação em questão..."DEFINITIVAMENTE SOMOS CONTRA!".

 
 
 
 
 
 
www.chorrochoonline.com
Informação entretenimento cultura e política
 
 
Fonte: Beira Rio Notícias

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!