Mais 4 cidades na BA têm autorização para cursos de medicina

03/04/2015 09:22

Mais quatro cidades baianas foram selecionadas para a criação do curso de medicina pelo Governo Federal através do programa Mais Médicos. Estão na lista Brumado (foto), Irecê, Euclides da Cunha e Senhor do Bonfim. O novo edital foi publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, 2. As prefeituras interessadas deverão confirmar participação entre os dias 13 e 24 de abril, na página do Ministério da Educação. Esta é a segunda seleção de municípios para abertura de cursos de Medicina desde o lançamento do Mais Médicos. Na primeira, realizada em 2014, 39 cidades de 11 estados tiveram cursos autorizados, com previsão de 2,4 mil novas vagas. Na Bahia foram seis cidades aprovadas (Alagoinhas, Eunápolis, Guanambi, Itabuna, Jacobina e Juazeiro). Segundo o ministro da educação, Luiz Cláudio Costa, "o novo edital dá seguimento à política de expansão de vagas de graduação por meio do Mais Médicos, corrigindo assimetrias regionais no que se refere à proporção de médicos por habitantes e selecionando cidades com condições de atender os critérios de qualidade”. Já para o ministro da saúde, Arthur Chioro, a criação de novos cursos de Medicina faz parte de uma meta de ter 600 mil médicos em todo o país até 2026.

Próximas Etapas

Após a adesão dos municípios interessados, serão realizadas visitas técnicas in loco, entre 11 de maio a 26 de junho. A finalidade é verificar se a estrutura da rede de saúde local atende o mínimo necessário para comportar as atividades práticas do curso de medicina. Para ser selecionado, o município precisa ter número de leitos do SUS por aluno igual ou maior a cinco; número de alunos por equipes de atenção básica menor ou igual a três; leitos de urgência e emergência ou pronto socorro; adesão ao PMAQ, programa de reestruturação de unidades básicas de saúde; centros de atenção psicossocial; hospital de ensino ou unidade hospitalar com mais de 80 leitos; e existência de pelo menos três programas de residência médica nas especialidades prioritárias (como Medicina Geral de Família e Comunidade), que podem ser abertos no primeiro ano de funcionamento do curso. As cidades escolhidas farão parte do edital de seleção de instituições. Os municípios que não obtiverem conceito satisfatório na verificação presencial podem ser excluídos do processo ou ficar em lista de espera até solucionar as pendências. O resultado final, após as visitas e avaliações, será divulgado em 31 de julho. 

 

www.chorrochoonline.com

Informação entretenimento cultura e política


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!