Marina e Aécio cobram apuração de delação

06/09/2014 21:47

 

Os presidenciáveis Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) comentaram hoje (5), as informações prestadas por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, à Polícia Federal sobre um suposto esquema de pagamento de propina a políticos com recursos da Petrobras. Aécio disse em compromisso na cidade de Presidente Prudente (SP) que o suposto esquema na Petrobras é algo “orquestrado e “organizado” e cobrou que se apure o caso e responsabilize os envolvidos. O senador tucano caracterizou o episódio como o “Mensalão 2”. Já Marina Silva, em atividade de campanha pelo município baiano de Brumado, defendeu o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, de envolvimento no caso ( o nome de Eduardo, morto no último dia 13, foi citado por Costa). "O fato de ter um empreendimento da Petrobras feito no seu estado, não dá o direito a quem quer que seja de colocá-lo na lista dos que cometeram qualquer irregularidade", declarou. Marina fez duras críticas afirmando que o governo federal tem que explicar a má governança que fez na estatal brasileira que a levou a uma quase falência. (Com G1)

 

www.chorrochoonline.com

Informação Entretenimento e Cultura


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!