MORRE POLICIAL MILITAR QUE SE ENVOLVEU EM CONFUSÃO COM POLICIAL FEDERAL EM BAR NA BAHIA

27/10/2015 12:57
 

Soldado estava internado desde sábado em hospital de Feira de Santana. Policiais trocaram tiros durante briga; Policial Rodoviário Federal morreu no mesmo dia do crime.

O soldado da Polícia Militar Ubiratan dos Santos Borges, 33 anos, que se envolveu em uma troca de tiros com um policial rodoviário federal, após uma confusão em um bar, na cidade de Euclides da Cunha, morreu na madrugada desta terça-feira (27). A informação foi confirmada pelo delegado responsável pela investigação do caso, Miguel Vieira dos Santos.

Segundo a polícia, Ubiratan dos Santos trocou tiros com o inspetor da Policial Rodoviária Federal (PRF) Hamilton Safira Andrade, de 41 anos, na madrugada do último sábado (24) em Euclides da Cunha. O PRF morreu no mesmo dia, a caminho do Hospital Geral Clériston Andrade. Os dois policiais estavam de folga.
O PM estava internado em estado grave desde sábado (24) no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana, após ser atingido por quatro tiros disparados pelo PRF. Segundo o delegado, a investigação sobre o caso continua após a morte dos dois envolvidos. A polícia ainda ouvirá testemunhas para concluir o inquérito e enviar à Justiça.
A Polícia Militar emitiu nota de pesar pela morte de Ubiratan, que era lotado no 5º Batalhão deEuclides da Cunha. O corpo dele permanece no Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde a família aguarda a liberação para realizar o sepultamento. O horário e local do enterro ainda não foram definidos. Ubiratan estava na corporação há sete anos e deixa uma mulher grávida.
O corpo do PRF Hamilton Safira Andrade foi enterrado no final da tarde de sábado (24), em Salvador.
O titular da 25ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior, Miguel Vieira dos Santos, informou aoG1 na manhã do mesmo dia que, segundo informações de testemunhas ouvidas no local do crime, o inspetor estava acompanhado de um promotor de Justiça, que teve o carro queimado após a confusão.
"O que estão dizendo é que o policial militar estava pegando o carro em frente ao local e tinha um bêbado próximo ao carro. Ele teria agredido o homem, que caiu. O promotor foi ao socorro da pessoa caída e o PRF começou a atirar", contou Miguel Vieira.
Segundo o delegado, o carro do promotor foi incediado após a polícia ter isolado o local do crime. A polícia irá solicitar as imagens de câmeras de segurança das proximidades da região e fará uma perícia no veículo. Somente depois destas apurações, as circunstâncias da situação devem ser esclarecidas.
G1/Bahia

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!