NOTÍCIAS BIZARRAS

17/01/2013 17:25

As 10 notícias mais bizarras do mundo nos últimos tempos

Muitas vezes, nos deparamos com notícias que mais parecem uma pegadinha do dia 1º de abril. Isso porque elas narram fatos tão inusitados que mal podemos acreditar que sejam verdadeiras. Algumas chegam até a ser assustadoras, mas a maioria é garantia de risadas. Confira a seguir.

10. Polícia irlandesa investiga sequestro de pinguim

Um caso de sequestro mobilizou as autoridades irlandesas no começo deste ano: o pinguim Mick foi capturado do zoológico de Dublin e encontrado pouco tempo depois, em pânico, vagando pelas ruas. Segundo os veterinários do zoológico, Mick poderia ter morrido por causa do trauma. A polícia abriu um inquérito para investigar o sequestro e a primeira testemunha a depor foi o motorista de táxi que levou os bandidos. Segundo ele, os sequestradores estavam com o pinguim escondido em uma mochila. Felizmente, Mick se recuperou do susto e voltou rapidamente à sua rotina, segundo os administradores do zoológico.

 

 

9. Canadense põe bebê no freezer para baixar a febre

A namorada do canadense Derrick Hardy deixou o rapaz tomando conta de sua filha de 10 meses e, quando voltou para casa, encontrou o bebê no freezer, espremido em meio a pacotes de gelo e hambúrguer. Tamanha crueldade foi, na verdade, uma tentativa do rapaz para baixar a febre alta da menina. Segundo Derrick, ele já havia tentado por uma toalha molhada na testa do bebê e levá-lo para dar uma volta ao ar fresco. Levado à delegacia, Derrick admitiu à polícia o óbvio: não leva o menor jeito para cuidar de crianças. Já a mãe da menina, por não ter percebido isso, perdeu a guarda da criança, que ficou com a avó materna.

8. Fugitivo vaidoso manda foto atualizada para jornal inglês

O britânico Matthew Maynard resolveu colocar a vaidade acima de tudo – até mesmo de sua liberdade. Procurado pela polícia britânica por roubo, ele ficou irritado ao ver sua foto publicada em um jornal local. Isso porque a imagem estava muito desatualizada. Ele, então, enviou ao jornal South Wales Evening Post uma foto em que aparece em frente a uma van da polícia. As autoridades agradeceram a “mãozinha” do rapaz, de 23 anos. “Ele acha que está sendo inteligente, mostrando como está. Agora, todo mundo vai saber quem ele é. Nós vamos pegá-lo em breve”, afirmou um policial.

 

 

7. Homem que ganhou R$ 26 mi na loteria quer voltar a ser lixeiro

Aos 19 anos, o britânico Michael Carroll ganhou 9,7 milhões de libras (quase 26 milhões de reais) na loteria. Como era de se esperar de um jovem com várias condenações por bebedeira e desordem pública, ele torrou todo o dinheiro com drogas, festas, viagens e prostitutas. Oito anos depois, falido e com duas filhas pequenas para criar, ele decidiu voltar ao emprego que tinha nos tempos adolescência: lixeiro. Mas nem isso ele conseguiu. A empresa de limpeza urbana da cidade em que ele mora não o aceitou de volta – Carroll não foi exatamente um funcionário exemplar: em nove anos, cometeu mais de 42 infrações.

 

 

6. Neozelandesa leiloa ‘fantasmas engarrafados’ por 2.500 dólares

Sem saber o que fazer com dois fantasmas engarrafados entregues a ela por um exorcista, a neozelandesa Avie Woodbury resolveu leiloar as assombrações pela internet. Por incrível que pareça, quase 220.000 pessoas se interessaram pelo produto, que foi vendido a uma fabricante de cigarros por 2.500 dólares. Com o dinheiro, Avie aproveitou para pagar a conta do exorcista que, segundo ela, livrou sua casa dos fantasmas que assombravam sua família.

 

5. Britânico é preso por dirigir carro da Barbie embriagado

Leis muito rígidas e fiscalização intensa tornaram a Inglaterra um dos países com o menor número de acidentes de trânsito do mundo. E as autoridades do país não estão dispostas a permitir que as ruas inglesas fiquem menos seguras – nem mesmo durante uma brincadeira. O britânico Paul Hutton, de 40 anos, foi preso e teve a habilitação suspensa durante três anos por dirigir embriagado um carrinho de boneca. Ele estava a impressionantes seis quilômetros por hora quando foi parado por policiais a bordo do carro elétrico da Barbie. Paul admitiu que estava alcoolizado e recebeu a punição.

4. Motorista atropela 36 crianças para desviar de gato

Para salvar a vida de um gatinho que surgiu no meio da rua na frente de seu carro, um motorista japonês desviou o veículo para a calçada. O problema é que lá estavam 36 crianças de uma creche que se preparavam para uma excursão ao museu, além do guia dos alunos, de 23 anos. Todos foram atropelados e cinco crianças ficaram gravemente feridas. O motorista, de 59 anos, foi preso acusado de negligência. Ao que parece, somente o gato conseguiu sair ileso do acidente.

3. Indiano telefona para a família momentos antes de ser cremado

A família de Deepak Bhattacharya recebeu uma ligação assombrosa durante o funeral do indiano: o próprio Deepak telefonou para a filha indignado por saber que seria cremado em poucas horas. Ele estava próximo a sua casa, na província de Raipur, e descobriu que havia “morrido” ao ler o obituário do jornal local. O culpado por toda essa confusão foi o cunhado de Deepak. Dias antes, a polícia havia pedido aos parentes do indiano que fizessem o reconhecimento de um corpo encontrado havia pouco tempo. O cunhado, encarregado da missão, confundiu o morto com Deepak e levou o corpo para casa. Para o consolo do cunhado, a polícia confirmou que Deepak e o homem morto eram realmente muito parecidos.

 

2. Pomba é presa na Índia acusada de espionar para o Paquistão

Na fronteira entre dois países que já travaram três guerras entre si em pouco mais de 60 anos e vivem em constante tensão, ninguém escapa de vigilância – ninguém mesmo, nem os animais. Em maio de 2010, uma pomba foi presa pelas autoridades indianas em Punjab, na fronteira com o Paquistão, acusada de espionagem. A ave suspeita tinha um anel em torno de um dos pés e um número de telefone e endereço paquistanês pintados em vermelho. Ela foi levada para a delegacia e ficou proibida de receber visitas.

1. Mulher pega ônibus errado e é reencontrada 25 anos depois

Em 1982, a muçulmana Jaeyaena Beuraheng, que morava na Malásia, resolveu fazer uma viagem a Narathiwat, uma província de maioria muçulmana no sul da Tailândia. Mas ela não percebeu que comprou a passagem errada, e acabou tomando um ônibus que a deixou 1.200 quilômetros ao norte de Bangcoc. Ela tentou solucionar o problema juntando tudo o que lhe restava de dinheiro para comprar a passagem de volta – mas acabou se complicando ainda mais. Jaeyaena pegou, novamente, o ônibus errado e ficou 700 quilômetros mais longe. Sozinha, sem dinheiro e sem falar o idioma local, ela foi viver como mendiga. Cinco anos depois, foi capturada pela polícia e levada a um centro de desabrigados, onde ficou por 20 anos – sem nunca emitir uma palavra. O sofrimento dela só terminou em 2007, quando um grupo de jovens muçulmanos foi fazer uma visita ao abrigo e Jaeyaena encontrou alguém que entendia seu idioma.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!