NOTÍCIAS DE CURAÇÁ: Presidente da Câmara de Vereadores fala sobre os escândalos

06/12/2013 22:18
PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES FALA SOBRE OS ESCÂNDALOS ENVOLVENDO O PREFEITO CARLINHOS BRANDÃO
 
Theodomiro Mendes
 
Na manhã desta terça-feira (06), o vereador presidente da Câmara de Curaçá, Theodomiro Mendes, concedeu entrevista ao programa bastidores da notícia, na rádio Tropical Sat, e falou sobre a atual situação do município, no que diz respeito as diversas denúncias e escândalos que vêm sendo divulgados na cidade.
 
De acordo com o vereador, o município passa por dias difíceis, de turbulência, e que a culpa é da atual gestão que não tem se encontrado ao longo de 11 meses à frente da cidade. O vereador ainda explicou sobre as diversas denúncias que já estão nas mãos do ministério público, a carne de bode, o leite e a viagem de quatro funcionários do poder executivo em cruzeiro marítimo.
 
Sobre a Carne de Bode, o vereador mostrou-se indignado, já que Curaçá é considerada a terra do bode e o prefeito preferiu comprar em Juazeiro, numa padaria, e no preço de R$25,00 o quilo. “Enquanto presidente de câmara não nos restou outra alternativa do que denunciar ao Ministério Público Federal, logo após, eu e os outros vereadores, fomos ouvidos sobre essa denúncia”, explicou.
 
Já sobre o pão recheado com mortadela comprado a R$ 3,00 a unidade, o vereador mostrou-se estupefato. Outra denúncia foi a do leite do programa Fome Zero, que, a 11 meses, segundo o vereador, o município não recebeu nenhum litro. Porém, Ele explicou que ao investigar, foi constatado que o governo estadual pagou 53 mil e 500 litros de leite. “Como se tivesse sido distribuído a população pobre do município, o que mais nos choca é o valor social desse leite, quantas famílias, mães deixaram de fazer a mamadeira de seu filho, por que alguns irresponsáveis ladrão do dinheiro público desviaram os litros de leite”, desabafou.
 
Para investigar essa denúncia, a Câmara municipal abriu uma CPI, que segundo Theodomiro, já estás sendo concluída. Ele disse que a prefeitura diz que o leite não chegou em Curaçá. “ Eles assumem, mas o agravante é que esse leite foi pago pelo Governo do Estado”, disse.
 
Outro assunto que tem causado revolta a população, é a denúncia de que quatro funcionários da prefeitura receberam como premiação uma vigem de um cruzeiro marítimo, tudo custeado pela prefeitura. “É preciso que a gestão tome respeito com o dinheiro público e a câmara está lá para fiscalizar”, concluiu.
 
www.chorrochoonline.com
CONECTADO COM VOCÊ
Fonte:Por Clêilma Souza
Blog do Farnesio

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!