NOVEMBRO AZUL, CHORROCHÓ: ACS DO PSF-SEDE REALIZAM PALESTRA SOBRE SAÚDE DO HOMEM (Câncer de Prôstata, Câncer de Pênis)

13/11/2013 19:10

Novembro Azul ACS alertam para o risco de câncer de próstata depois dos 45 anos

             ( ACS Mazinho e Marinho sob o comando da Enfermeira Maraiza Reis)

 

Na tarde desta segunda-feira dia (11)   Agentes Cumunitários de Saúde do PSF-SEDE, realizaram uma palestra sobre Saúde do Homem ( Câncer de Próstata e câncer de pênis).

A palestra teve presença satisfatória, a maioria dos homens demostraram interesse em participar, muitos tiraram dúvidas. A enfermeira Maraiza Reis ficou surpresa com a quantidade de homens presentes na palestra.

O principal objetivo da palestra era fazer com que os homens tenham mais habito de ir ao médico e realizem a partir dos 45 anos o exame da próstata; é muito simples, todo homem a partir dos 45 anos deve  o exame, basta fazer uma consulta médica solicitar uma requisição e marcar na Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com dados do Ministério da Saúde são registrados mais de 50 mil casos por ano, com o número de mortes ultrapassando os 12 mil registros.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele).  O homem deve começar a se preocupar a partir dos 45 anos.

O  exame de próstata chamado de toque retal e o PSA (Antígeno Prostático Específico) que é feito no sangue, é de fundamental importância para a saúde do homem, por isso os exames preventivos são importantes, quanto mais cedo for detectado o problema, maiores as chances de cura, já que alguns tumores podem crescer de forma silenciosa, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte.

Outro tema abordado foi Câncer de pênis é um tumor maligno pouco frequente que se desenvolve, em geral, a partir dos 40, 50 anos.

o câncer de pênis de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tumor representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem o homem, sendo mais frequente nas regiões Norte e Nordeste. Segundo o Data/SUS, há cerca de mil amputações por ano do órgão. A doença está relacionada às baixas condições socioeconômicas e de informação, à má higiene íntima e a homens que não se submeteram à circuncisão (remoção do prepúcio, pele que reveste a glande – a “cabeça” do pênis).

 

www.chorrochoonline.com

CONECTADO COM VOCÊ

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!