Paus de Arara: Acidente com 2 mortos revela que maus hábitos irão permanecer em ST

26/11/2015 11:05

paus de arara

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O acidente ocorrido nessa quarta-feira (25), em Serra Talhada, envolvendo um caminhão F400 ‘pau de arara’, mostra que os maus hábitos quanto ao transporte de passageiros devem continuar. Para driblar a fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), muitos motoristas fazem rotas alternativas com veículos superlotados e sem conforto. Animais dividem bancos com crianças e não há segurança nenhuma no transporte. Mas a resistência em andar na legalidade e cumprir normas de segurança não vem de agora.

Em maio do ano passado, um grupo de motoristas ameaçou até boicotar as eleições caso os paus de arara fossem proibidos de trafegar. ““Se isto acontecer todo mundo vai votar branco ou nulo. Ninguém está vendo as nossas dificuldades. As estradas não prestam para trafegar ônibus e a gente não tem nenhuma linha de crédito para comprar ônibus. Esta proibição pode acabar com a gente”, disse Zenildo Pereira, que fez questão de ressaltar que não faz o transporte de estudantes. Na época, durante entrevista ao FAROL, o motorista batia de frente com a recomendação do Ministério Público Federal (MPF).

O problema se agrava em Serra Talhada e na maioria das cidades do Pajeú, porque boa parte dos motoristas não seguem as normas de segurança impostas pelo Código Nacional de Trânsito (CNT) e os veículos não passam por uma vistoria permanente e rigorosa dos órgãos de controle.

AÇÃO DOS POLÍTICOS

Mas em setembro de 2013, houve uma forte reação da classe política contra a fiscalização da PRF que insistia em punir os motoristas que transportassem estudantes e agricultores em caminhões ‘paus de arara’. Durante uma audiência pública na Câmara de Vereadores, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) foi um dos maiores defensores do transporte irregular.

“Qual o crime que vocês (motoristas) estão praticando se vocês estão acobertados pelo Código Nacional de Trânsito? Tem que vir em quê se não tem ônibus na zona rural? Tem que vir no caminhão e acabou”, disse o deputado Gonzaga Patriota. Presente a audiência pública, o prefeito de Serra Talhada também defendeu a liberação do transporte. “Até este momento ninguém fez absolutamente nada sobre este assunto. Acima de tudo está o direito de ir e vir do cidadão. Não se pode deixar que o cidadão que vive no campo fique isolado sem poder trazer nem mesmo um filho ao médico”, reforçou.

O promotor de Justiça, Vandeci de Souza Leite, na época, também se mostrou favorável ao livre trânsito dos caminhões, desde que obedeçam a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O acidente que tirou a vida de um adolescente de apenas 16 anos e de um dona de casa, reacende o debate em torno da segurança e fiscalização do transporte de passageiros da zona rural para a zona urbana.

 

www.chorrochoonline.com

Informação entretenimento cultura e política

Fonte: Farol

Audiência.3JPGGonzaga Patriota: “Qual o crime que os motoristas estão praticando?”, disse o deputado na CMST

AudiênciaMotoristas aplaudem, sob o olhar isolado da PRF


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!