PETROLINA VAI SOCORRER RIO DE JANEIRO CONTRA BANDIDOS

25/01/2015 15:32
Militares de Petrolina se preparam para missão na Favela da Maré no RJ
 
138 militares vão substituir militares da região sul no Complexo da Maré.
A missão na favela da Maré começa a partir do dia 19 de fevereiro.
 
Do G1 Petrolina
 
Militares fazem treinamento para missão no Rio de Janeiro
 (Foto: Jadir Souza / TV Grande Rio)
 
Militares do 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (72 BIMTz) em Petrolina, no Sertão pernambucano, se preparam para integrar a missão de pacificação da favela da maré, no Rio de janeiro. A partir de 19 de fevereiro, 138 homens vão substituir militares da região sul no Complexo da Maré.
 
De acordo com comandante do 72º BIMTz, Coronel Paiva Dias, revelou que a missão foi dada desde dezembro do ano passado. “A Polícia Militar do nordeste recebeu uma missão no mês de dezembro, solicitada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro através do Ministério da Defesa. Fomos acionados para substituir a atual brigada que é a 14º Infantaria Motorizada de Florianópolis. Assumiremos o controle da área no Complexo da Maré a partir do dia 19 de fevereiro”, explica.
 
Para participar da missão, os militares estão há mais de um mês em treinamento, exercitando técnicas de monitoramento que serão usadas nas favelas da maré. “O preparo está sendo coordenado pela brigada de infantaria motorizada que é sediada em Recife. Estamos realizando uma série de atividades de preparo. Incluisive parte do nosso efetivo estive em Campinas, São Paulo, onde nós possuimos um Centro de instrução de Garantia da Lei e da Ordem. E agora nesse período, no mês de janeiro e dezembro, estamos replicando os conhecimentos adquiridos lá”.
Treinamento da Polícia Militar para assumir missão
no Complexo da Maré, no RJ
(Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)
 
No treinamento, os militarem exercitam atividades como a progressão ponto-a-ponto, no qual é simulada uma incursão pelas ruas das favelas, cujo objetivo é chegar a um determinado ponto com toda tropa em segurança.
 
A expectativa é que os militares do nordeste fiquem no Complexo da Maré até o mês de abril. “A expectativa é excelente, a gente sabe o valor que tem o soldado sertanejo e que integra o nosso batalhão e essa será mais uma missão muito bem cumprida com certeza”, destaca o comandante.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!