PROJETO SÃO FRANCISCO: MAIS DE 4 MIL PESSOAS CONHECERAM OS CENTROS DE REFERÊNCIA EM 2013

28/12/2013 00:33

blogqsptransposicaoPara garantir que estudantes e a população local tenham acesso às informações sobre o Projeto de Integração do Rio São Francisco, o Ministério da Integração Nacional implantou, em pontos estratégicos do semiárido, três Centros de Referência em Comunicação Social (CRCS).

Localizados nos municípios de Brejo Santo (CE), Salgueiro (PE) e Custódia (PE), somente neste ano, os centros receberam mais de quatro mil visitantes para conhecer as ações e atividades desenvolvidas nas obras do São Francisco.

Com recursos audiovisuais, os centros promovem palestras dinâmicas e interativas, e distribuem materiais informativos. Entre os assuntos estão informações sobre o empreendimento, andamento das obras, além de detalhes sobre as estruturas em construção para garantir que a água chegue para 12 milhões de pessoas.

Além disso, os interessados conhecem também os resultados da implantação dos 38 Programas Ambientais em execução no âmbito do projeto. Nesse contexto são transmitidas noções de meio ambiente, recursos hídricos disponíveis na região Nordeste, bioma caatinga, entre outras.

A educadora, Soraia Martins, utilizou as informações dos materiais impressos distribuídos durante visita para organizar as atividades com seus alunos. “Percebia que o Projeto São Francisco é muito discutido no restante do Brasil e nós que moramos na área do projeto muitas vezes não tínhamos as informações suficientes. Com isso, nós levamos os alunos para aprender mais sobre a logística de integração do Eixo Norte das obras, onde o município de Brejo Santo está inserido. Tudo isso foi fascinante e serviu de base para muitas atividades curriculares”, ressaltou.

O Centro de Referência de Salgueiro promoveu uma atividade em comemoração ao mês da Consciência Negra, no último mês. Decorado com fotografias, artesanatos e outras produções, resultantes dos dois anos de capacitações realizadas nas 12 comunidades quilombolas que vivem na região. A abordagem da atividade, com foco na riqueza da cultura negra sob a égide do Projeto São Francisco, impressionou a professora Juliana Sá, responsável pelos grupos de estudantes do ensino fundamental que visitaram o centro de Salgueiro. “Muitos alunos nem sabiam que existiam comunidades quilombolas na região, nem que o Projeto São Francisco atuava em outras ações além das obras de engenharia. Eles aprenderam e gostaram muito”, explicou.

ASCOM


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!