Quase trezentos mil baianos estão com a habilitação vencida

16/08/2014 15:37

Quase trezentos mil baianos estão com a habilitação vencida

 

Quase trezentos mil motoristas da Bahia estão com a Carteira Nacional de Habilitação – (CNH) vencida, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA). Destes, 96.187 são da capital, e os demais dos municípios de Feira de Santana, Itabuna, Vitória da Conquista, Jequié, Alagoinhas, Simões Filho, Juazeiro, Barreiras e Eunápolis. Segundo o órgão, dirigir com habilitação vencida é considerado infração grave com multa no valor de  R$ 574,62  e menos sete pontos na carteira. Além de gerar multa, dirigir sem habilitação pode ocasionar outros danos para o condutor, como ter o veículo apreendido. Ainda são cobrados os valores do guincho, numa média de R$ 50 para motos e R$ 80 para carros, mais a diária do pátio de recolhimento, que é de  R$ 25 para motos e R$ 30 para carros. O Detran  informou que de janeiro a julho deste ano que foram aplicadas 283.562 multas. É cada vez mais comum presenciarmos casos de adolescentes  que pegam os carros, sem a autorização dos pais, e acabam causando acidentes graves. No Brasil, as leis de trânsito são bem rigorosas, mas dirigir sem a Carteira de Habilitação não é crime, de acordo com  a Instituição. Em casos como esse, os pais devem responder pelos atos de quem não é habilitado quando há um acidente ou infração, ou seja, uma prisão em flagrante. Para alguns gestores em trânsito e transporte, o grande risco de se ter pessoas dirigindo sem a CNH é o desconhecimento das normas de circulação no trânsito  que as deixam propensas a causar problemas, seja transitando na faixa da esquerda, obstruindo o tráfego, seja não sinalizando uma manobra e aumentando a probabilidade de acidentes. A Emissão da Carteira Nacional de Habilitação definitiva é emitida para condutores habilitados que tenham completado mais de 1 ano de habilitação provisória (Permissão para dirigir). O valor estimado para renovação é de R$67,00.   Apesar da multa, as justificativas utilizadas por quem comete a infração são as mais variadas possíveis. A analista financeira Verena Silva Cordeiro disse que antes de tirar a carteira definitiva, dirigiu por um ano na clandestinidade. “A obrigatoriedade das aulas de direção leva as pessoas a cometerem a infração. Eu não tinha carteira e ainda estava treinando. Então, sempre que precisava olhava os locais que não tinha blitz e passava. Hoje sei que isso não é correto. Mas a burocracia faz com que as pessoas fiquem na informalidade”, disse a analista. Entre as cidades com maior número de  habilitações vencidas estão: Feira de Santana com  21.424, Itabuna, 13.675, Vitória da Conquista, 11.456 Jequié 9.094, Alagoinhas 8.797, Simões Filho 8.527Juazeiro 7.896, Barreiras  7.792 e Eunápolis 7.288. (Tribuna da Bahia)

 

www.chorrochoonline.com

Informação Entretenimento e Cultura


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!