Sítio do Quinto-BA: Ônibus escolares param por falta de combustível e alunos perdem aulas

27/04/2013 12:28

 

 

Política

 

Redação
Por Carlino Souza

Em Sítio do Quinto (BA), alunos da área rural dos distritos de Jardim, Meladinho, Farofa, Barreiro e Belemestão impedidos de ir à escola por falta de transporte escolar desde o inicio desta semana. O motivo, segundo um pai de aluno, é a falta de combustível no posto que fornece a prefeitura.

Os alunos das comunidades rurais de Sítio do Quinto têm perdido aulas nos últimos dias por parte da crise de gestão do prefeito Cleigivaldo.

Alguns donos de ônibus deixaram de abastecer no posto Nilo depois que o posto São Lucas, foi vendido ao primo do prefeito Cleigivaldo. Inconformados com a situação, os donos de ônibus locados a prefeitura colocaram a boca no trombone após passar alguns dias sem aula pela falta de combustível no posto.

A denúncia teria partido de um dono de ônibus e alguns alunos da zona-rural do povoados Meladinho, Farofa, Barreiro, Jardim e Belém. Com a compra de um posto de combustível, os donos de ônibus estariam proibidos de abastecer no posto Nilo o qual pertence ao primo do Dep. Marcelo Nilo.

Segundo comentários na cidade, o posto de combustível que fica localizado no povoado Tinguí, pertence ao prefeito e seu primo. A falta de combustível têm ocasionado diversas queixas e insatisfação por parte da população local.

Os alunos da rede pública de ensino têm saído no prejuízo pela falta de organização da Secretaria de Educação, que não tem chamado a atenção dos proprietários de ônibus por não ter tomado nenhuma uma atitude.

"Desde que o grupo do prefeito assumiu o posto, sempre há essa dificuldade. Depois que eles compraram o imóvel sempre falta combustível", alegou uma mãe de aluno do Povoado Jardim (Sítio do Quinto)

Procurado pela nossa redação, o prefeito Cleigivaldo Carvalho Santa Rosa (PDT) não foi localizado para comentar sobre o assunto.

 

Redação do chorrochoonline.com

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!