TRAVESTI É PROCESSADO APÓS ATACAR ESPOSA QUE ESCONDEU SEUS VESTIDOS, SANDÁLIAS E PERUCA

08/05/2015 19:16


 

Um homem foi parar na justiça depois de atacar sua esposa após ela ter escondido seus vestidos, perucas e sandálias.
 
O casamento de 40 anos de Alex Mackay terminou em 2008, depois que ele admitiu a esposa que levava uma vida dupla, se transformando em uma mulher chamada Jilly.
 
 
O homem, que é travesti, foi acusado de agredir a esposa quando ela escondeu seus vestidos e sapatos de salto, além de uma peruca, mas acabou inocentado por todas as acusações. 
 
Alex Mackay, de 64 anos, pai de dois filhos, também enfrentou acusações de violação da paz na casa que partilhava com a esposa na Escócia.
 
Alex Mackay , um homem que se veste como travesti foi inocentado de ter atacado a esposa após ela ter escondido seus vestidos, peruca e sapatos de salto alto.
 
Após ser inocentado das acusações, ele disse estar satisfeito que tudo acabou e garante que nunca agrediu a esposa.
 
O casal, que ainda não estava divorciado, decidiu vender a casa e foi aconselhado a manter distância um do outro.
 
Mas eles ignoraram o aviso e se encontraram em maio do ano passado, quando Alex acusou sua esposa Liz de esconder seus pertences.
 
A polícia foi chamada quando Liz afirmou que Alex estava gritando e a empurrando.
 
 
Alex, cuja aparição como mulher é feita cerca de uma vez por mês, disse que o relacionamento com sua esposa ficou extremamente difícil, uma vez que eles se separaram. Ele perdeu amigos e parentes.
 
 
Alex foi levado ao tribunal três vezes, embora tenha sido considerado inocente por duas vezes e o outro caso não tenha sido comprovado.
 
Após se livrar das acusações, ele acrescentou que agora só quer viver sua vida em paz, se vestindo como Jilly, que realmente o faz se sentir bem
 
www.chorrochoonline.com
Informação entretenimento cultura e política
Fonte: Mural

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!