UAUENSE É ASSASSINADO NO DISTRITO DE PILAR-JAGUARARI E SUSPEITOS DO CRIME SÃO POLICIAIS

24/02/2014 19:31

Djalma Ferreira de Jesus foi assassinado, sábado, 22, na estrada que liga o Distrito de Pilar- Jaguarari ao povoado Poço de Fora município de Curaçá. Segundo informações, a vítima, no momento do ocorrido verificava problema mecânico em um veículo tipo caçamba, quando foi alvejado por disparos de arma de fogo por elementos ainda não identificados que fugiram em uma motocicleta com destino ignorado. Djalma era motorista carreteiro, com origem da cidade de Uauá, mas residia atualmente no Distrito Pilar em Jaguarari, onde trabalhava em uma empresa terceirizada que presta serviços à Mineração Caraíba. Pessoas que passavam no local prestaram socorro, encaminhando-o para a Unidade de Saúde do Distrito de Pilar, onde já chegou sem sinais vitais. 

Os elementos empreenderam fuga em direção a Uauá, e segundo informações no trajeto um dos elementos desceu da moto e embarcou num veículo Volkswagen Polo de cor prata ou cinza e continuaram sentido Uauá. Uma equipe da Cipe-Caatinga seguiu em operação conjunta ao encontro dos elementos no intuito de cercá-los e ao chegar no povoado de Caldeirão da Serra avistou o Polo cinza JSK 9572, que adentrou ao Posto de combustível onde foi procedida a abordagem, sendo identificados: o condutor, Rafael Francisco da Silva Leite que é PM-PE e portava uma  PT 101,  calibre .40, com 03 carregadores (sendo um não compatível com a mesma pistola) e 31 munições do mesmo calibre, a arma é registrada em seu nome, e o carona: Erlânio dos Santos Diogo que é de cor negra, segundo o mesmo é filho de um Sargento da Reserva da PM-BA e funcionário contratado da Prefeitura de Juazeiro. No interior do veículo foram encontrados no tapete do assoalho do carona 01 revólver calibre .38 numeração: 1635885, com 06 cartuchos intactos e uma cartela de munições da marca CBC para .380 sem cartuchos. No banco traseiro estavam 03 mochilas com roupas, incluindo, uma blusa preta e mais duas munições de cal .38, além de objetos de higiene pessoal. Nenhum dos ocupantes assumiu a propriedade do revólver, nem apresentaram registro do mesmo. Com a chegada da guarnição Aroeira, que comandou a operação, os imputados foram encaminhados à autoridade policial para os procedimentos legais.

www.chorrochoonline.com
CONECTADO COM VOCÊ
Com informações e foto do Uaua.com.br

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!