UM DIA APÓS ABERTURA DO PROCESSO DE IMPEACHMENT, IBOVESPA SOBE E DÓLAR CAI

04/12/2015 09:39

O Ibovespa, índice da Bolsa de Valores de São Paulo, sobe, enquanto o dólar cai, um dia após a autorização do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-rj), para abertura de processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff. Por volta das 15h, o Ibovespa subia 4,03%, com 46.725 pontos. O dólar comercial estava sendo vendido a R$ 3,7809.

As ações do BTG Pactual, que vinham caindo nos últimos dias com a prisão de um de seus sócios, o banqueiro André Esteves, sobem também hoje (3). A alta é de 0,95%.

O pedido de abertura do processo de impeachment aceito por Cunha foi apresentado pelos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal. A decisão foi anunciada poucas horas após a bancada do PT decidir votar pela continuidade do processo contra Cunha no Conselho de Ética.

O mercado financeiro vê o impeachment como uma possível solução para a crise política, que gera repercussões na economia. Para o professor do Departamento de Economia da Universidade de São Paulo (USP) Fabio Kanczuk, se o processo for aprovado e o vice-presidente Michel Temer assumir a Presidência, terá melhores condições políticas para governar e promover reformas macroeconômicas.

Já o economista Luciano D'Agostini, pós-doutorando em macroeconomia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, classifica de "imprudente" um possível processo dessa natureza e diz que as consequências vão "respingar no cidadão". Para o economista, devido às incertezas quanto ao futuro, a volatilidade (forte oscilação) da cotação do dólar deve aumentar, assim como o risco país (que mede o grau do risco que um país representa para o investidor estrangeiro).

 

www.chorrochoonline.com

Com informações da Agência Brasil

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!