Vaticano decidirá futuro de padre de Cabrobó condenado por exploração sexual

11/04/2013 07:38

A sentença judicial que condenou o padre Evandro Bezerra dos Santos, 42 anos, ex-pároco do município de Cabrobó, no Sertão do São Francisco, por exploração sexual de adolescentes, foi encaminhada ao Vaticano. Um processo canônico será aberto para decidir se o religioso será expulso da Igreja Católica. Foi a primeira vez em Pernambuco que a Justiça condenou um padre por um crime sexual, segundo a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Regional Nordeste.

Durante as investigações, ficou comprovado que dois garotos foram vítimas do padre, que oferecia dinheiro e presentes para abusá-los dentro da casa paroquial.O administrador da Diocese de Floresta, padre Félix Tenero, foi o responsável por enviar o caso à análise do Vaticano. Ele explicou que não há prazo para a divulgação do resultado.

A pena de Evandro, condenado a dois anos de prisão, está suspensa. O juiz Marcus César Gadelha, da Comarca de Cabrobó, decidiu que, como alternativa, o religioso cumprirá uma série de proibições durante quatro anos. Entre as restrições estão não se aproximar de crianças, escolas, orfanatos e bares, não ingerir bebidas alcoólicas nem oferecê-las a menores de 18 anos. Ele também deve atender a todos os chamados da Justiça.

O veredito determinou que, em caso de falha em qualquer uma dessas proibições, Evandro será preso e cumprirá os dois anos em regime fechado. O promotor Júlio César Cavalcanti voltou a afirmar ontem (10) que a sentença é muito leve e entrará com recurso para tentar aumentá-la.(De Agência)

 

Redação do chorrochoonline.com    

Fonte:Blog  Carlos Brito

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!