VENEZUELA: CORPO DE HUGO CHÁVES NÃO SERÁ MAIS EMBALSAMADO

16/03/2013 18:21

Governo desistiu da opção depois de uma comissão médica russa avaliar que os restos mortais do coronel precisariam ficar fora da Venezuela por sete meses

 

             

            Milhares de pessoas acompanham cortejo fúnebre de Hugo Chávez pelas ruas da capital Caracas (Luis Camacho/AFP)

 

O governo da Venezuela anunciou nesta sexta-feira que o corpo de Hugo Chávez não será mais embalsamado. A opção foi descartada depois que uma comissão médica russa estabeleceu que, para realizar o procedimento, o corpo do mandatário morto precisaria ficar na Rússia por pelo menos sete meses.

"Ficou descartada a opção de embalsamar o corpo do comandante Chávez após o informe da comissão médica russa", informou em seu Twitter o ministro das Comunicações do país, Ernesto Villegas. Na última quarta-feira, o presidente interino e herdeiro do chavismo Nicolás Maduro já havia adiantado que, por causa do longo funeral do coronel, seria bastante difícil concretizar o embalsamento: "A decisão deveria ter sido tomada muito antes".
Dessa forma, o relatório russo frustra a cúpula chavista, que planejava deixar o corpo de Chávez exposto "eternamente" em uma urna de vidro -- como foi feito com os líderes comunistas Lênin e Mao Tse Tung. A ideia foi apresentada pelo próprio Maduro, dois dias depois da morte do coronel. No anúncio, o então vice-presidente explicou que o objetivo da medida era deixar Chávez ao lado do povo venezuelano "para sempre". Diante das dificuldades do processo, Maduro amenizou o discurso nos últimos dias. "De qualquer forma, devemos ter viva sua imagem, sua voz, seu pensamento, devemos tê-lo vivo", afirmou.
Destino final - Dando continuidade ao clima de luto nacional que deverá ter grande influência nas eleições marcadas para 14 de abril, o corpo de Chávez deixou a Academia Militar, onde foi velado por dez dias, nesta sexta-feira, acompanhado por um cortejo fúnebre que levou milhares de pessoas às ruas de Caracas. Em uma cerimônia transmitida em rede nacional de TV, o caixão com os restos mortais do coronel foi transladado para o Quartel da Montanha, local onde Chávez liderou o fracassado golpe de 1992 que o projetou politicamente na Venezuela.
Com o descarte do embalsamento, ainda não está claro qual será o destino final do corpo de Hugo Chávez. Seguidores do coronel defendem que ele seja transferido para o Panteão Nacional, onde está sepultado Simón Bolívar, herói nacional da Venezuela e figura cultuada pelo caudilho. A transferência, no entanto, precisaria ser aprovada por uma emenda constitucional, já que, segundo a Carta Magna, são necessários 25 anos de espera para que uma personalidade venezuelana possa ter a honra de ocupar o ilustre monumento.

(Com agências EFE e France-Presse)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!