VITIMAS FATAIS DA VAN QUE TRANSPORTAVA EQUIPE DE VOLEY DE PAULO AFONSO - BAHIA

22/08/2015 15:57

 

 
Acima está a identificação das duas vítimas fatais do acidente dessa manhã na PE-218, próximo ao portal de entrada da cidade de Brejão.  O motorista da Van foi identificado como José Alcides Lázaro de Almeida que iria completar 55 anos de idade no próximo dia 10 de outubro. Na identidade dele afirma que é natural de Garanhuns e que residia em Paulo Afonso-BA. A outra vítima foi o atleta Jéferson da Silva Conceição, que iria completar 18 anos de idade no próximo dia 22 de outubro.
O veículo IVECO-DAILY 40 - ano 2011, com placas HIM-3018, Paulo Afonso, Bahia, estaria transportando entre 10 e 12 atletas e comissão técnica. Informações do fabricante desse tipo de veículo para turismo diz o seguinte:"O Iveco Daily Minibus é a solução ideal para o transporte de passageiros. Disponível nas versões Turismo/Executivo, com capacidades para 14+1, 15+1 ou 18+1 passageiros, e Fretamento com capacidades para 15+1 ou 18+1 passageiros, os veículos já saem implementados. Isso significa que você pode contar com a garantia de qualidade Iveco e a disponibilidade".
Essa carreta-cegonha estava voltando de Arcoverde após entregar uns veículos numa concessionária e no momento do acidente seguia sentindo Camaçari-Bahia. Como a PE-218 é uma das vias de acesso aos estados de Alagoas-Sergipe-Bahia, é rotina esse tipo de veículo passar por esse trecho da PE-218.
Essas rodas traseiras que ficam do lado esquerdo da carreta, ficaram com as marcas do toque da Van quando foi fazer a ultrapassagem numa curva acentuada da PE-218. Isso foi o suficiente para que a Van perdesse o controle e batesse de frente com um ônibus e em seguida numa ribanceira.
A Orquestra Super Oara se apresentou na noite de ontem na capital sergipana, Aracaju, e retornava para sua terra natal, Arcoverde, pois, iria tocar em uma festa da cidade na noite desse sábado. Diante do ocorrido, segundo informações, eles não cumprirão a agenda. Na hora do acidente, tinha quinze pessoas no ônibus, ou seja, a tragédia poderia ter sido muito pior.
 
O motorista da carreta-cegonha, Joab Brito Souza, que há 12 anos está na estrada, afirmou para a reportagem desse blog, que a Van estava em alta velocidade, tentou ultrapassar a carreta e no toque ele sentiu o veículo balançar, ouviu um estrondo e ao olhar pelo retrovisor, já viu a Van na ribanceira após colidir com o ônibus que seguia sentido contrário e que o motorista não pode fazer mais nada.

www.chorrochoonline.com
Informação entretenimento cultura e política

Fonte: Blog do Poeta Claudia André
 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!